quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

E para terminar...

...hoje, sob pressão da direcção, fui falar com o gajo.
Deu-me as razões dele...que eu refutei.
Argumentei que mesmo que fossem verdade, não era razão para se dizer o que ele disse.

Respondeu-me que não ia pedir desculpa, pois para ele, o que disse tem todas as razões para ser dito.

Minha resposta: não quero desculpas tuas. Mas gostava que a partir de hoje houvesse um minimo de respeito.

E ficou por aqui.
Comuniquei à direcção, e deram-me os parabéns pela minha coragem e maturidade...ya... era mesmo isso que me faltava...

Enfim, tanta desilusão de repente só me dá vontade de mandar tudo ao ar.

E espero que a história tenha acabado aqui.

7 comentários:

Panda disse...

Se ele parar de se armar em parvo... mas acho difícil, enfim... que haja sossego.

Brown Eyes disse...

Será? Olha que esse tipo de histórias no trabalho prejudica-nos sempre.
Beijinhos e tem cuidado

Brown Eyes disse...

Outro conselho não escrevas no blog quando estas a trabalhar porque aí sim vai virar-se tudo contra ti.
Beijinhos

Naná disse...

Não desistas!
Não lhe dês esse gostinho, porque isso é mesmo o que ele quer!
Estiveste mesmo muito bem, apesar de esse papel claramente não te caber a ti

mari disse...

espero mesmo que sim ... pela tua paz **

Panda disse...

Oi... por onde andas?

Abiga disse...

E atão? comé que isso tá?!